Já pensou num produto ecologicamente correto que combate insetos invasores, é vermicida natural, não prejudica sua saúde nem a saúde dos seus animais e dos cultivos alimentares, além de não contaminar o meio ambiente, nem a água que você e sua família bebem.

A Vila Verde Insumos Agroecológicos tem essa solução, saiba mais:

As algas marinhas fossilizadas (Terra Diatomácea) 90 Si2

   Combate formigas cortadeiras e outras, pulgões, cochonilhas, broad mites, spider mites, fungos gnatos, ácaros, lesmas, caracóis, caramujo africano, afídeos (pulgões, piolhos), baratas, traças, moscas, carrapatos, carunchos, escaravelho e até relatos para controle de escorpiões.

                                              O Silício na agricultura

A pesquisa científica tem demonstrado o envolvimento do silício em vários aspectos estruturais, fisiológicos e bioquímicos da vida da planta, com papéis bastante diversos. Além de promover melhorias no metabolismo, ativa genes envolvidos na produção de fenóis e enzimas relacionadas com os mecanismos de defesa da planta. A essencialidade do silício já foi comprovada para as algas diatomáceas, algumas espécies vegetais, e para os animais, incluindo os seres humanos. Devido aos inúmeros benefícios que a adubação silicatada pode oferecer às plantas, aumentando a produtividade e a qualidade do produto colhido, considera-se o silício um elemento agronomicamente essencial.

Uma lista, incompleta, mas mesmo assim extensa, com os processos, estruturas e características das plantas que podem ser influenciados pelo silício, todos documentados na literatura, mostram o significado deste elemento na vida e no rendimento das plantas.

• Aumenta o crescimento e a produtividade
• Aumenta a força mecânica do colmo e a resistência ao acamamento
• Favorece a penetração da luz no dossel da planta por manter as folhas mais eretas, promovendo assim a fotossíntese
• Aumenta a atividade radicular, promovendo a absorção de água e nutrientes, principalmente nitrogênio, fósforo e potássio, e o poder      de oxidação das raízes
• Aumenta a resistência a pragas e doenças
• Neutraliza o alumínio tóxico do solo, bem como diminui a toxidez causada pelo manganês e outros metais pesados
• Em gramíneas diminui a transpiração excessiva, aumentando a resistência a veranicos
• Promove a formação de nódulos em leguminosas
• Aumenta a proteção contra temperaturas extremas e ao estresse salino
• Aumenta a massa individual das sementes e a fertilidade dos grãos de pólen
• Aumenta a produção de carboidratos e açúcares

Oscar Fontão de Lima Filho
Doutor em Ciências
(Energia Nuclear na Agricultura)

    Silício no combate a insetos invasores e sobre sua eficácia na preservação de grãos armazenados e também a campo

Combate os insetos invasores, as “Algas Diatomáceas Fossilizadas” controlam os insetos a seguir:

A Rhyzopertha dominica conhecida como besourinho dos cereais, destrói consideravelmente os grãos deixando-os perfurados e produzindo grande quantidade de resíduos na forma de farinha em decorrência de seus hábitos alimentares, chegando a destruir de 5 a 6 vezes o seu próprio peso em uma semana (Poy, 1991). É a principal praga do trigo armazenado no nosso país, sendo considerada uma das pragas mais destrutivas de grãos armazenados no mundo, devido a alta incidência e a grande dificuldade de se evitar os prejuízos que causam aos grãos (Lorini, 2008).

    Besouro(Oryzaephilus surinamensis)

    Culturas Afetadas: Milho, Milho – Armazenado.

Adultos e larvas de Oryzaephilus surinamensis atacam os grãos de milho, farinhas e farelos. É uma praga secundária, que ataca grãos já infestados ou defeituosos, principalmente na região do embrião. Em grãos inteiros, provocam riscos ou cicatrizes danificando o grão, impossibilitando  o comércio.

Os gorgulhos, Sitophilus zeamais, popularmente conhecido como gorgulho do milho, são consideradas pragas primárias, inseto adulto quebra o revestimento duro dos grãos não danificados, pondo os seus ovos no seu interior do qual as larvas se vão alimentar.

As pragas dos produtos armazenados contaminam mais do que o homem pode consumir, causando danos em cerca de 10% da produção mundial de grãos, invalidando deste modo esses produtos para o consumo humano.

Algumas destas pragas atacam o milho ainda estando no campo, enquanto outras infestam os grãos durante o seu processamento e armazenamento.

    Traça(Sitotroga cerealella)

    Culturas Afetadas: Arroz, Arroz – Armazenado, Aveia, Centeio, Cevada, Milho, Milho – Armazenado, Trigo, Trigo – Armazenado

As fêmeas de Sitotroga cerealella ovopositam sobre os grãos, preferencialmente naqueles quebrados ou fendidos.

    Danos: As larvas penetram no interior do grão, onde se alimentam e completam a fase larval. É uma praga primária que ataca grãos inteiros, alternado o peso e a qualidade dos mesmos. O inseto adulto põe seus ovos no exterior do grão, e uma vez saídas as larvas do ovo, perfuram o revestimento duro do grão, penetrando-o a medida que se vão alimentando.

O gorgulho do arroz (Sitophilus oryzae), ataca o grão e costuma deixar um orifício de saída bem característico que ajuda o agricultor a identificar ou suspeitar do problema. Na forma de larva, fica escondido nos grãos, onde se desenvolve para a fase de pupa. Prefere trigo e centeio, mas pode surgir também em outros tipos de cereais.

Seu ciclo de vida dura de 8 a 16 semanas e suporta temperatura de até 30ºC. Já a temperatura mínima na qual ele consegue se desenvolver é de 11ºC.

Na agricultura tem papel importante na relação planta-ambiente, proporcionando a elas melhores condições para suportar adversidades climáticas, do solo e biológicas, resultando em aumento da produção e melhor qualidade dos produtos.
O silício não é considerado como parte do grupo de nutrientes essenciais ao funcionamento do ponto de vista fisiológico para o crescimento e desenvolvimento dos vegetais. Estando disponível no solo, ele é absorvido e se acumula na parede celular,
diminuindo a perda de água por transpiração, fator de adaptação ao estresse hídrico.
Ele promove o fortalecimento de toda a planta, tornando-a resistente ao ataque de insetos e outras pragas, bem como a várias doenças fungicas.

Além dos insetos acima citados, temos:

   Broca-do-café:

A broca-do-café age perfurando os grãos, o que causa a destruição parcial ou total na parte interna. Além disso, ele ataca o fruto em diversos estágios: maduro, verde, passas ou secos ainda úmidos.

Na prática, ela se alimenta do caroço e deposita seus ovos, de onde saem as larvas. No entanto, após penetrar as brocas do grão, infelizmente, não há como realizar o controle.

De acordo com a Embrapa, o prejuízo econômico pode chegar a 21% (12,6 kg a cada 60kg). Logo, o café perde em qualidade, bem como, reduz o seu valor comercial.

 Mofo branco ( Sclerotinia sclerotiorum):

Conhecido como Podridão Branca, o Mofo Branco é uma doença causada por um fungo que ataca diferentes lavouras como a soja e o feijão. Sendo assim, o agente da praga se concentra geralmente nas sementes (principal meio de propagação) e provoca grandes prejuízos para a produtividade.

Vale destacar que mesmo quando não há hospedeiro em potencial no talhão, a praga pode se instalar no solo por longos períodos, devido a sua estrutura resistente. Nesse caso, sua sobrevida pode durar até dez anos.

Em geral, a ação do fungo causador do Mofo Branco é caracterizada por lesões em tecidos na parte superior da planta, onde surgem substâncias brancas semelhantes ao algodão (micélio).

Sendo assim, após alguns dias, essa eflorescência escurece e vira uma estrutura rígida, chamada escleródio.

Então, na época da colheita, esse escleródio cai no solo, tornando-se um vetor de infestação para a próxima cultura. Por fim, é essa estrutura que pode resistir por anos até encontrar um novo hospedeiro.

Essa é uma das razões que a agroecologia visa sempre o plantio consorciado e variações de culturas ao invés da monocultura, porém a sílica concentrada entre 83 a 94% tem potencial para controlar fungos preventivamente. Outra solução que aplicamos são os E.M (micro organismos eficazes) que atuam na microbiota do solo aumentando a flora bacteriana fortalecendo a planta como um todo.

Um poderoso aliado na hora do plantio, é embeber as sementes no silício por 2 minutos em água morna antes do plantio, estimulando sua quebra de dormência e potencializando os grãos. Caso não seja possível embeber as sementes, misture a Terra Diatomácea

Outro efeito importante do fortalecimento da parede celular e do caule é a redução do acamamento das plantas, com maior exposição       ao sol e consequente aumento da produção.
No Japão é utilizado na cultura do arroz, na África do Sul e USA na cana de açúcar.

Utilizando 1g por kg de sementes, você conserva esses grãos por muito mais tempo, evitando sérios prejuízos econômicos.

A formulação comercializada das algas diatomáceas fossilizadas é em pó inerte à base de sílica amorfa, sendo um produto seguro, tanto para aqueles que o manipulam quanto para os consumidores dos grãos tratados com a terra de diatomácea, não possuindo período de carência pós tratamento dos grãos.

Na lavoura, jardins, cultivos indoor

    Da Pulverização Eficiente:

Pulverizando a planta de cima para baixo e de baixo para cima na parte traseira das folhas onde se escondem vários insetos invasores na proporção de 2 a 4 gramas por litro d’água, sendo 2 gramas pulverização preventiva ou 4 gramas para plantas infestadas.

   Silício no controle de insetos em animais:

   Controle de carrapato em bovinos:

Para controle em vários animais, o ideal é utilizar um pulverizador elétrico apenas para borrifar a pele dos animais e logo após fazer a aplicação do pó a seco. Este irá fixar a pele do animal pelo contato com água dificultando que o pó seja levado pelo vento. Uma vez fixado na pele do animal, os carrapatos começam a se desidratar, morrendo por dessecação.

O mesmo processo ocorre com os demais insetos que entram em contato com o produto. Sendo assim, não há como o inseto desenvolver resistência contra o produto, o que geralmente acontece com produtos químicos.

Veja quais:

• Pulverizar o galinheiro para combater piolhos em galinhas

• Pulverizar cães e gatos para controle de pulgas

• Pulverizar dentro de casa controla moscas, aranhas, mosquitos e até escorpião

É muito vasto as diversas funcionalidades do Silício e a Terra Diatomácea na concentração de +-90% é o produto mais eficiente e atóxico existente.

Pensou em adubar Pense Verde Pense Vila Verde!

 

 

 

 

Peso 1 kg
Dimensões 35 × 20 × 3 cm
Produto

Terra Diatomácea, Sílica 90%

Peso Bruto

550g

Peso por unidade

100g

Embalagem individual

Saco "Ziplock" abre e fecha

Embalagem

Fardo com 5 unidades

Dimensões do fardo

Comprimento 35cm
Largura 20cm
Altura 3cm

Grau de periculosidade

Atóxico = Não é prejudicial ao homem, aos animais e ao meio ambiente

Cep de origem para cálculos de frete

89121-000

Comentários de clientes
0
0 ratings
5 Estrela
0%
4 Estrela
0%
3 Estrela
0%
2 Estrela
0%
1 Estrela
0%
Comentários

Não há comentários ainda.

Registrado somente em clientes que compraram este produto pode deixar um comentário.

0

TOPO

X
Open chat
1
Precisando de ajuda?
Aproveite { Os produtos da Vila Verde} estão com descontos e/ou brindes promocionais para a 1 ª compra.
Descontos especiais para compras no atacado ou distribuidores.
Entre em contato para maiores detalhes.
Gratidão!